ZOIANDO

domingo, 10 de setembro de 2017

NÃO ALIMENTEM OS POMBOS


Conheci o Erick no Scruff, acho que no dia 22 de agosto, no mesmo dia ele me passou o Whatsapp e a exatas 18h44 começamos a trocar mensagens (não curto caras mais novos mas ele era um gatinho) na foto de perfil me deparei com um branquelo alto,magro e com jeito de marrento (curti na hora) Sem mesmo nos conhecermos direito ele me chamou pra dormir na casa dele naquela noite (não aceitei) Não por ser nossa a nossa primeira conversa, mas sim por ser noite (se um cara me contactar após as 17h00, sem chance, só se marcamos para o outro dia) Depois de um longo interrogatório descobri que ele é versátil mais passivo, mora próximo a estação Campo Limpo e a princípio queria algo fixo mas que tava aberto a algo atrás (quem não estar, não é?) Sua voz era linda e ainda mais com aquele sotaque carioca…


No dia seguinte ele me mandou mensagem pouco mais do meio dia e me chamou pra ir na casa dele, topei! (ele queri ser só passivo) não vi problema nisso, só fosse antigamente não aceitaria mas são novos tempos (hoje em dia não dá pra sobreviver só sendo passivo) Sempre muito atencioso e carinhoso acertamos às 17h00, dito e feito, no horário combinado lá estava eu catraca do metrô (quem é de são paulo sabe que não há local melhor pra se encontrar com alguém) Em um momento em que eu estava distraído ele chegou por trás e colocou a mão no meu ombro ao me virar percebi que ele era um pouco diferente da foto, mais baixo também (gente, atualizem suas fotos de perfil) mas não mudou em nada o meu interesse em o conhecer e fomos… Ao chegar próximo a sua rua ele pediu para mantermos uma certa distância um do outro por causa dos vinho (diz ele que não é assumido mas pelo pouco convívio que tive se eu não soubesse que ele é gay eu desconfiaria) Não curti essa parte de termos de ir separado mas como estou na chuva...Dei um tempo até que ele chegasse no fim darua (ele tinha falado que a sua casa era no fim da rua, só que não era) só que eu fiquei no celular e dei tempo demais (pra que eu fiz isso), o cara voltou virado no jiraya (falou que eu era indelicado, mal educado e praticamente me obrigou a desligar o celular)


Pensei, “é melhor eu dar meia volta e ir pra casa”, o que não fiz. Chegando em sua casa  ainda reclamando da minha falta de educação me deixou na sala vendo tv e foi fazer não sei o que (a chuca não foi!) ele colocou um shortinho e veio pra sala conversar comigo e pôs em gossip girl (temos em comum o gosto por séries) ele mora sozinho aqui na capital, toda a sua família é do Rio. A certa altura ele inventou de mostrar as fotos das suas viagens internacionais, depois percebi que era só um pretexto, ele colocava o celular próximo a coxa onde estava o seu pau pra fora (fiz que não estava vendo…) Não sei, não curto esse joguinho, deixa dessa insinuação e se joga logo, após perceber meu desinteresse pelo joguinho ele perguntou se me importava dele ficar pelado pela casa (o que você acha?) Uma coisa tenho que admitir, ele era lindo pelado (adoro homens do pau torto pra cima quando tá duro)


Após chupar seus mamilos na sala (seu ponto fraco) fomos para o quarto e após nos pegar um pouco e ele me pediu para comê-lo (obediente como sou atendi o seu pedido) Dei umas seis ou sete bombadas de frango e algumas em pé e ele gozou (não gosto de nada rápido mas se ele gozou fazer o que) a princípio não percebi que ele tinha gozado, ele pediu um pausa e foi no banheiro aí eu pensei ele foi se limpar e depois vai voltar pra gente brincar um pouco (digamos que a chuca não foi bem feita… aconteceu o famoso “cagou no pau”) Quando ele voltou me restou apenas aceitar que a brincadeira tinha acabado, mesmo assim foi bom, ele me disse que gostou. Ficamos na cama, ele no celular e conversando comigo, tínhamos de falar baixo porque onde ele mora se escuta tudo o que os vizinhos fazem, e se tem uma coisa que odeio é sussurrar. Nos despedimos e ficamos de nos vers novamente em breve, em casa após tomar banho recebi uma mensagem sua, perguntando como eu tinha chego. No dia seguinte conversamos bastante até que a certa altura ele perguntou meu nome e operadora pra salvar no celular, eu falei que já tinha dito, que ele voltasse nas primeiras mensagens que trocamos que estava lá. Não parece mas sou muito brincalhão, depois de muita insistência eu enviei algumas letras para ele completar o nome (faço isso com vários caras que saio, alguns desistem e salvam como Pedro mesmo) Depois de algums tempo notei que as mensagens ficaram um pouco pesadas. O telefone toca, era ele na linha, já tinha notado que ele era pavio curto mas quando atendi a ligação fique sem reação, o cara tava bravo do outro lado e como não sou obrigado desliguei na sua cara… Pra que eu fiz isso?


Segue abaixo a descrição do áudio recebido após a ligação (não consegui colocar o áudio)
“Olha não precisa mais você falar seu nome não, sabe por que? Porque você é uma bicha filha da puta. Eu só vou falar uma coisa, você é tão magro que parece até doente, eu não quis falar, eu quis ser elegante com você, eu quis ser compreensível. Você é magro, você é magro, seco, deselegante, entendeu? Teu cabelo é horrível cara, olha a tua cara, você é magro, nem teu pau fica duro direito.Nem teu pau ficou duro direito se tu quer saber! Mas você teve a oportunidade de ir pra minha casa, deter uma amizade, mas você é um filho da puta, você tem é que voltar pro nordeste mesmo e se fuder, e tratar essa doença ai e ver se tu trata essa tua cara, é mais feio que o cu da gata. Teu cabelo é ridículo, tu é horrível, tu é peludo, tu fede, esse perfume teu de mulher, ridículo, o teu pau é uma miséria, pequenininho, num fica duro direito. Magro, seco, você é muito feio mano, eu acho que nunca ninguém vai te namorar. É por isso que ninguém fica com você. Além disso a tua voz é horrível, você fala ridículo. Cara você nasceu errado. Tinha que morrer...


É por isso que ninguém para contigo, nem meter você sabe, você não sabe nem transar. Agora olha você,  magro, seco igual doente. Magro e seco doente, feio, cabelo ridículo, piru pequeno que não fica duro, cabelo ridículo. O que você tem de bom? nada! Desempregado, fudido na vida, sem eira nem beira. Tu não vai parar com ninguém.  Eu ainda queria te tratar bem ainda. Queria ter alguma coisa mas depois dessa tua palhaçada, um lixo igual você eu dispenso.“


Não respondi, confesso que nem fiquei com vontade pois sigo a seguinte frase “não alimentem os pombos” Tem certas coisas que não merecem nem serem rebatidas,é a opinião dele e por mais que eu tente lhe dizer-mostrar o contrário ele já tem uma opinião formada sobre mim, ninguém deve ser condenado por dizer o que acha. Por agredir e ofender sim, mas como não me ofendi bola pra frente.O que não curti, foi a mentira, as palavras ditas antes deste áudio, ele parecia ser um cara tão legal (talvez até seja)... Por último deixo as últimas mensagens recebidas, não tenho medo, não vou deixar de passar pela região que ele mora por isso, se um dia for abordado pelo mesmo na rua, estamos aí. Não guardo mágoa mas também não lhe desejo nada, ele não faz parte do meu convívio social, não somos amigos e muito menos parentes, joguei para o universo tomar conta…



Eu sou o Pedro que não se chama Pedro, e esse foi mais um “OGM
Toda semana pela manhã, ou assim que possível
E nunca se esqueça; a gente se vê por aqui.

5 comentários:

  1. Estas figuras "pitiáticas" não estão com nada ... a minha tolerância é zero para com elas ... #avacagá!

    ResponderExcluir
  2. Fiquei de pau duro enquanto lia, branquelo, magrelo e passivo ..
    fiquei curioso pra ver se é lindo mesmo KKKKK passa o zap.

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo.
    Adorei a frase ´´Hoje em dia não dá pra sobreviver só sendo passivo.´´ Você disse tuuuuuuuudo!
    Sobre o que te aconteceu: Você teve muita paciência.Eu teria desistido já no primeiro chilique do rapaz.aturei pessoas assim no passado,aprendi com os erros.
    Fiquei chocado com as ameaças que ele te fez,pessoas como ele ´´sujam´´ o nosso meio.O mais importante é que você agiu bem,nesses casos o melhor remédio é o silêncio,deixe que a vida ensinará o rapazinho nervosinho.
    Gosto muito das suas histórias.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  4. Aos poucos fui lendo e imaginando.... As atitudes dele quando você demorou, tipo ele não agiu como um bipolar e sim como um gay mal comido, mal resolvido, sem amigos, infeliz com a vida que leva e culpam as pessoas por tudo isto.
    Enfim, quando li o final em que ele se acha o centro das atenções e quando não é correspondido da maneira que espera, agi apelando e tentando humilhar as pessoas que bateu uma revolta do kct.
    Sinceramente eu daria um jeito de acabar com ele, colocaria ele no lugar que merece.

    Enfim, admiro sua atitude em ignorar tudo isto, de certa forma faz bem, eu não consigo seguiria agir assim e admiro quem age.
    Isto aí, seu desprezo o revoltou mais ainda...
    E pode ter certeza, ele não é feliz.

    ResponderExcluir
  5. Que falta de nível do seu engate... que medo. Jamais faria isso.

    ResponderExcluir

UMAZINHA

< POSTAGEM ANTERIOR - PRÓXIMA POSTAGEM > Acho que conheci o Chico dia 22 de agosto, não tenho certeza porque perdi o histórico...